Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Sérgio Marzano inaugura a exposição “Paisagens Minerais”

Mostra com entrada gratuita explora os relevos, montanhas, texturas e cores das paisagens mineiras em quadros pintados com pigmentos extraídos da natureza
Por Redação Feira Cultural

A ação criadora de Sérgio Marzano é conduzida pela mineiridade e mineralidade. Em processo artesanal, o artista extrai dos minerais o pigmento utilizado na pintura de seus quadros e transpõe o fascínio causado pelas paisagens mineiras para suas telas. A própria terra desenha e pinta as obras de Marzano, que poderão ser vistas de perto a partir de quarta-feira (18), até 20 de outubro no Museu das Minas e do Metal, de terça a domingo, das 12h às 18h, e às quintas, das 12h às 21h. Além dos quadros, a mostra expõe o material bruto utilizado para a feitura das tintas, bem como as ferramentas que auxiliam no processo.

© Marcílio Gazzinelli

“A arte de Sérgio Marzano incorpora os diversos elementos e tons da natureza mineral em um esplendor visual fascinante que impacta profundamente aqueles que têm a oportunidade de ver uma de suas obras”, assim define o geólogo Marcelo A. Martins Neto. Para chegar neste resultado, o artista vai a campo explorando os arredores de Belo Horizonte e seu Quadrilátero Ferrífero a procura de sua matéria-prima: minerais, pedras, arenito, grafite, areia, óxido de ferro, etc. Os materiais são usados em seu estado bruto, triturados ou peneirados.

Uma vez colhido o material, a peneira se torna a ferramenta principal. Com os quatro elementos: água, terra, ar e fogo – presentes na obra, o artista conduz sua criação junto com o acaso, formando testemunhos e registros do solo. Na sua pesquisa, encontrou raízes, galhos e fungos que o inspiraram a criar objetos cujo volume e jogo de luz e sombras acabaram se tornando traço marcante. Na sua inquietação artística, Marzano sentiu a necessidade de diversificar, produzindo também esculturas e outros objetos.

O dinamismo e criatividade do artista não se limitam ao que a natureza por si só pode oferecer. Recentemente ele descobriu materiais e pigmentos de cores diversas, obtidos através do processamento em laboratório da UFMG de rejeitos de mineração de ferro da Gerdau e incorporou estes materiais em sua arte. O resultado de todo este processo criativo poderá ser visitado gratuitamente pelo público no período da exposição.

Nascido em Conselheiro Lafaiete, em 09/06/1965, Sérgio Luiz Marzano concluiu o curso de administração de empresas na FUMEC, em Belo Horizonte, em 1988. Passado um tempo, já como autônomo, se matriculou em disciplinas isoladas na Escola Guignard (UEMG). Numa revista da biblioteca da escola viu uma foto de um artista trabalhando com uma peneira. Isso lhe chamou a atenção para a possibilidade de trabalhar com minerais. Até então, trabalhava com uma desempenadeira.

E, daí em diante, começou a usar pó de ferro junto com pó de mármore, o que desencadeou sua pesquisa constante com rejeitos de minério, pedras, arenito, grafite, areia, óxido de ferro. Assim, considera-se autodidata. No final de 1999 e início de 2000, quando uma galeria de arte se interessou pelos seus trabalhos, resolveu se instalar num ateliê e passou a se dedicar exclusivamente à arte. Participou de exposições individuais e coletivas. Seus trabalhos se encontram no Brasil e no exterior.

Conheça mais do trabalho do artista neste link.

Crédito da imagem em destaque: Marcílio Gazzinelli

Serviço:
Exposição “Paisagens Minerais”, de Sérgio Marzano
Período expositivo:
18/9 a 20/10
Horário: terça a domingo, das 12h às 18h; às quintas-feiras, das 12h às 22h
Local: Museu das Minas e do Metal
Endereço: Praça da Liberdade s/nº – Funcionários
Entrada gratuita
Informações:
(31) 3516-7200 | mmgerdau.org.br