Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Montagem da Cia. Badetes de Teatro discute relações de poder numa comunidade fictícia

Espetáculo entra em cartaz no Teatro Raul Belém Machado a partir de sexta-feira, 9 de agosto; Ingressos custam R$ 30
Por Redação Feira Cultural

O Espaço Cênico Yoshifumi Yagi/ Teatro Raul Belém Machado recebe neste fim de semana, sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19h, o espetáculo “Asikatali – Não é tarde demais”, da Cia. Badetes de Teatro. A companhia é formada por ex-alunos do Curso de Aprofundamento em Teatro, da Escola Livre de Artes – Projeto Arena da Cultura e tem como ponto de partida o desejo dos integrantes de estimular a esperança em dias melhores. Os ingressos podem ser adquiridos por R$30,00 (inteira), R$15,00 (meia) e por R$10,00 (antecipado) na bilheteria do teatro ou neste link.

Montagem conta a história de uma sociedade marcada por governos desastrosos © Nathália Claret

“Asikatali” traz a história de uma sociedade marcada por governos desastrosos, crises econômicas, morais, opressores e oprimidos. Mas esse povo sente crescer em seu coração a resistência e descobre que nunca é tarde demais para alcançar a liberdade. Apresentando a esperança como tema principal e toques de humor, o espetáculo pretende suscitar a reflexão e a perspectiva de que ainda há tempo e possibilidades de trilharmos novos caminhos mais positivos para o futuro.

Os atores da Cia Badetes de Teatro criaram essa dramaturgia coletiva partindo de questões que cada um levantou, sobre o sistema no qual vivemos, a relação entre opressores e oprimidos, as relações de poder, e quais as consequências, quais efeitos são gerados, afetando a vida de cada ser. Tais crises e relações são abordadas tanto no aspecto macro, no qual o sujeito aparece como integrante um grupo social, quanto no micro, em seu aspecto individual e cotidiano.

As discussões, reflexões e cenas foram livremente inspiradas principalmente pela leitura de três obras: “O Futuro da Humanidade” de Augusto Cury, “O Grande Mentecapto” de Fernando Sabino e “O Livro dos Abraços” de Eduardo Galeano. A ideia era mostrar como funciona uma sociedade, e quais atitudes cada um deveria ter para se libertar e viver um futuro melhor, mas não de forma óbvia.

Crédito da imagem em destaque: Nathália Claret

Serviço:
Asikatali – Não é tarde demais – Cia. Badetes de Teatro
Data: 9/8a 11/8 (sexta a domingo)
Horário: sexta e sábado, às 20h, domingo, às 19h
Local: Espaço Cênico Yoshifumi Yagi / Teatro Raul Belém Machado
Endereço: Rua Leonil Prata, s/nº – em frente à Praça Paulo VI – Alípio de Melo
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada) – vendas online
Informações: (31) 3277-6437