Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Luciano Luppi entra em cartaz no La Movida com “Benjamin Franklin em NY”

As micropeças Encruzilhada de Mulheres e Low-Cura (Substantivo Feminino) completam a programação da semana
Por Redação Feira Cultural

Desdobramentos capitalistas inspiraram Luciano Luppi © Ivana Andrés

A partir de quarta-feira (10), entre em cartaz no La Movida uma micropeça criada pelo ator Luciano Luppi. Trata-se de Benjamin Franklin em NY, que foi concebida a partir das inquietações do ator em relação aos desdobramentos de um capitalismo selvagem, tendo como referência a gestão atual do governo norte americano. A micropeça fica em cartaz até 20 de julho, de quarta a sábado, com três sessões por noite.

A programação do La Movida, nesta semana, conta ainda com as micropeças Low-cura (substantivo feminino), uma criação da atriz Marina Calra; e Encruzilhada de Mulheres, com a atriz Chica Reis e o ator Marcos Mateus. As montagens se apresentam três vezes na noite, a partir de 20h, e o La Movida funciona de quarta a sábado, sempre a partir de 18h. A entrada no espaço é gratuita. Para as peças, os ingressos são vendidos na bilheteria do local e custam R$ 10.

Low-cura (substantivo feminino) © Dani Figueiredo

A partir da descoberta de que seu tipo físico aproximava-se do líder americano Benjamin Franklin, foi proposto ao ator Luciano Luppi criar uma cena onde se pudesse falar do sonho de um grande homem e a realidade nua e crua do capitalismo americano de Donald Trump. Henrique Luppi debruçou-se nas pesquisas históricas para desenvolver um discurso alinhado com os ideais da liberdade, da igualdade e da fraternidade, e os ensaios encaminharam-se, com a ajuda da Ivana Andrés, no sentido de construir um personagem dissociado deste universo.

Surgiu, então, um morador de rua que se prepara para um grande evento. Acredita ser Benjamim Franklin e está prestes a participar da assinatura da Declaração da Independência dos Estados Unidos. Todo o seu pensamento, suas dúvidas, questionamentos, entusiasmo e angústia são fidedignos à vida e obra do personagem histórico, entretanto o que vemos é algo muito distante da utopia. Uma crítica ao capitalismo feita de contraponto entre o discurso e a realidade.

Low-cura (substantivo feminino) aborda as relações entre loucura e normalidade em um paralelo com os padrões de comportamento impostos às mulheres na atualidade. A atriz Marina Clara vai levar para microsala discussões que envolvem os estereótipos da santa, da heroína, da deusa. Todas loucas! E questiona: O que é normal? E o que não é?

Já Encruzilhada de Mulheres é uma contação de histórias que parte da livre adaptação de textos de Nei Lopes, Alice Walker e Maya Angelou. Trata-se das histórias de mulheres negras em momentos decisivos de suas vidas e os rumos tomados pelas mesmas. O que propõe uma reflexão sobre o lugar do feminino negro em nossa sociedade. A atriz Chica Reis e o ator Marcos Mateus foram buscar inspiração em contos de Nei Lopes, Alice Walker, Maya Angelou e itens da cultura e mitologia yoruba.

 

Encruzilhada de Mulheres © Mariana Martins

Crédito da imagem em destaque: Ivana Andrés

Serviço:
Benjamin Franklin em NY, Micropeças Encruzilhada de Mulheres e Low-cura (substantivo feminino)
Data:
10/7 a 20/7
Horário: a partir das 20h
Local: La Movida Microteatro Bar
Endereço: Rua Marechal Deodoro, 308 – Floresta
Entrada gratuita para o bar (ingressos a R$ 10,00 para as peças)
Informações:
(31) 3504-9424