Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Exposição com fotografias de jovens do Morro do Papagaio ocupa o Memorial Minas Gerais

“Olhos do Papagaio reúne cliques de quatro moradores da comunidade; Mostra pode ser visitada de 18 de maio a 4 de outubro, com entrada gratuita
Por Redação Feira Cultural

Quatro jovens da comunidade Morro do Papagaio, localizada na região Sul de Belo Horizonte, vão expor suas fotografias no Memorial Minas Gerais a partir de sábado (18). A exposição foi elaborada a partir do projeto “Olhos do Papagaio”, uma iniciativa de educação popular e produção fotográfica criada pelo educador social Hermerson Morais para jovens desta comunidade.

Fotografias revelam o cotidiano de um dos mais antigos aglomerados da cidade © Divulgação

A intenção é construir situações cotidianas, narrativas e realizar registros que contem um pouco da história e d a experiência de se viver em uma das maiores e mais antigas favelas de Belo Horizonte. Nesta exposição estarão os trabalhos produzidos entre março de 2017 e fevereiro de 2018 por Lucas Sales, Roberta Lima, Nicholas Bertolini e Marcus Vinícius. A entrada é gratuita.

O educador social Hemerson Morais considera muito positiva a oportunidade de mostrar o trabalho desses jovens em uma área da cidade onde eles não acessam com frequência. “Esses jovens não visitam a Praça da Liberdade, pois não se sentem confortáveis nela. Sofrem com os olhares, não encontram pertencimento, se sentem sempre vigiados ou excluídos de alguma maneira. Daí uma maior importância da exposição acontecer nesse espaço”, explica Hemerson.

A ideia de expor os trabalhos dos meninos veio do curador da exposição, amigo e professor de Hermeson, Jorge Rocha, dono da empresa Story Up, de curadoria e storytelling. “Incentivei Hemerson a publicar o trabalho desses jovens pela qualidade e importãncia do que estava sendo produzido. Eles precisavam de visibilidade e de conquistar outros lugares, outros olhares”, comentou Jorge.

Para Marcus Vinícius, um dos jovens expositores, tudo está sendo chance de crescimento. “O projeto foi e está sendo muito importante para minha vida, pois consegui absorver bastante conhecimento dessa experiência, o que é sempre muito bem-vindo né? Aprendi a técnica fotográfica e isso será útil tanto para a vida em geral quanto para o meu currículo. Desenvolvi também um olhar mais crítico em relação às coisas, tanto sobre a favela quanto a respeito dos outros lugares onde vou”, diz.

O projeto “Olhos do Papagaio” funciona dentro do programa Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – Projovem, executado pelo Grupo de Desenvolvimento Comunitário (GDECOM) junto a jovens com idades entre 15 e 17 anos no CRAS Santa Rita de Cássia, uma das vilas que compõem a favela Morro do Papagaio. Os recursos para sua realização vêm do Fundo Municipal de Assistência Social, gerenciados pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania da Prefeitura de Belo Horizonte.

Crédito da imagem em destaque: Lucas Sales

Serviço:
Exposição de fotografias “Olhos do Papagaio”
Período expositivo:
18/5 a 4/10
Horário: terças, quartas, sextas e sábados, das 10h às 17h30, quintas, das 10h às 21h30, domingos, das 10h às 15h30
Local: Memorial Minas Gerais
Endereço: Rua Gonçalves Dias, 640 – Funcionários
Entrada gratuita
Informações: (31) 3308-4000 | memorialvale.com.br