Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Programa “Criança no Museu” levou 10 mil estudantes ao Inimá de Paula em 2018

Iniciativa contempla escolas públicas e privadas desde 2010; Ao todo, mais de 132 instituições visitam o museu no ano passado
Por Redação Feira Cultural

Oferecer uma atividade extraclasse que ensina e desperta nas crianças a consciência e a necessidade de preservação e valorização do patrimônio histórico. Esse é o principal objetivo do projeto Criança no Museu, que, em 2018, levou aproximadamente 10 mil estudantes para visitações no Museu Inimá de Paula. Desde 2010, o projeto contempla milhares de alunos, principalmente de escolas públicas, possibilitando a visitação às espaço expositivo com o intuito de compreender como as manifestações artísticas podem influenciar no dia a dia da sociedade.

Ao todo, mais de 132 instituições visitaram o museu no último ano, sendo que 90% delas foram da rede municipal ou estadual de ensino. Para viabilizar a ida dos estudantes, o Inimá de Paula disponibiliza o transporte escolar, mediação dos alunos com arte, educadores capacitados e kit com material didático, contendo livreto sobre o pintor Inimá de Paula, suas obras e arquitetura do prédio, além de lápis HB, borracha, apontador, caixa de lápis de cor, régua e lanche.

Em 2018, as escolas visitaram as seguintes exposições itinerantes: Arte e Favela – Memórias Urbanas; Palimpsesto: A Poesia das Cores – Arterial: – Comemoração 60 anos Laboratórios Lustosa e Tridimensionalidades. Os participantes vão desde estudantes regulares, com idade mínima de quatro anos, até adolescentes ou alunos do Ensino de Jovens Adultos (EJA), de 15 a 70 anos, sendo que a dinâmica da visitação é adaptada para atender melhor cada faixa etária.

LEIA MAIS:
Museu Inimá de Paula recebe a exposição
“Tridimensionalidades”

As visitas podem ser guiadas por quatro tipos de temas diferentes e atividades ludicas, de acordo com a necessidade de ensino de cada instituição. O “Projeto Poético de Inimá de Paula” tem o objetivo de apresentar os princípios do processo criativo do artista, discutir suas características, problematizar e valorizar sua visão, relacionando os objetos encontrados em seu ateliê, com suas pinturas.

Já o “Mundo Visto por Inimá” proporciona os mais de 60 anos de produção artística e sua vivência, no quesito cultural e social. O foco é despertar nos visitantes o amor pela arte, ampliar a percepção visual, atenção, memória, imaginação e outros fatores.

A arquitetura e história do museu também podem ser trabalhadas junto aos alunos para despertar o interesse na construção e urbanização de Belo Horizonte. A fase é Arte Decó e caracterizada como protomoderna. Marca o início do século XX, na segunda era de construção da capital mineira.

Desenvolver gosto pela arte por meio da apreciação de obras é a principal meta do último roteiro educativo desenvolvido pela equipe do museu. As exposições temporárias, desenvolvidas ao longo do ano, são a quarta opção para as instituições, que acompanha agora a “Paisagens que aprendi de cor – comemorativa cem anos de Inimá de Paula” e toma o eixo da paisagem e da cor e mostra 10 trabalhos diferentes do pintor e as compara com obras de diferentes artistas.

LEIA TAMBÉM:
Exposição “Paisagens que aprendi de cor” comemora
100 anos de Inimá de Paula

Crédito da imagem em destaque: Gualter Naves

Museu Inimá de Paula
Endereço:
Rua da Bahia, 1.201 – Centro
Funcionamento: terças, quartas, sextas e sábados, das 10h às 18h30,
quintas, das 12h às 20h30
domingos: das 10h às 16h30
Entrada gratuita
Informações: (31) 3213-4320 | museuinimadepaula.org.br