Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Rafael Martini e Loló Weissmann encerram temporada 2018 do Minas Pocket Música

Duo apresentará repertório autoral e composições de nomes consagrados na Sala Juvenal Dias, na quarta-feira, 12 de dezembro; Ingressos estão à venda a partir de R$ 10,00 (meia-entrada)
Por Redação Feira Cultural

O programa Minas Pocket Música, da Fundação Clóvis Salgado, chega ao fim neste mês de dezembro com apresentação do duo mineiro Rafael Martini e Leonora Weissmann. A cantora e o pianista apresentarão repertório autoral e de compositores que os influenciam como os consagrados Guinga e Tom Jobim, além de contemporâneos como Rafael Macedo e Kristoff Silva.

O show acontece na quarta-feira (12), às 20h, na Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes. Os ingressos estão à venda neste link ou na bilheteria do Palácio e custam a partir de R$ 10,00 (meia-entrada).

Para a apresentação no Minas Pocket, o duo remete à pesquisa que vem realizando ao longo dos anos na música brasileira com artistas contemporâneos em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. “É um repertório que vem dessa longa história que estamos construindo, com músicas próprias, parcerias minhas com outros letristas como Makely Ka e Bernardo Maranhão, e parcerias da Leonora com Deh Mussulini. Também passamos por músicas do cancioneiro com compositores consagrados como Tom Jobim e Guinga, e nossos pares contemporâneos, como Thiago Amud e Kristoff Silva. São artistas que casam com nossa música, que é essencialmente brasileira, mas que também inova e está antenada com o que está acontecendo no resto do mundo”, conta Rafael.

O músico elogiou o formato das apresentações da série, que propõe apresentações de curta duração de caráter intimista na Sala Juvenal Dias. “O formato minimal é muito interessante para artistas se forçarem a apresentar o trabalho de uma maneira mais desnuda, sem maquiagem, o que acredito ser mais verdadeiro”, comenta. Para Rafael, o Minas Pocket é uma iniciativa que se destaca num meio em que os músicos precisam desempenhar muitas funções e se apresentar de maneira independente. “Geralmente estamos acostumados a nós mesmos produzindo, dirigindo, compondo, cantando, fazendo todas as funções e tendo que inventar os espaços e oportunidades para tocar. Acho interessante frisar que esse não é um convite que recebemos todos os dias mesmo com uma carreira consolidada na cidade em que vivemos”, comenta.

O Palácio das Artes é um dos espaços mais frequentados pela dupla, tanto como duo quanto acompanhando outros artistas e em projetos dos quais participaram, como qUEbRApEdRA, grupo formado em 2001 que marcou a cena da música autoral de Belo Horizonte. Além dos trabalhos em conjunto, Rafael lançou em 2012 seu primeiro disco solo, Motivo, e Leonora lançou Adentro Floresta Afora em 2016.

Neste ano, o Minas Pocket Música propôs uma aproximação entre a música mineira e a sul-americana, recebendo no palco da Sala Juvenal Dias nomes internacionais como Malena Muyala e Mimi Kozlowski, além do gaúcho Wander Wildner. As cidades de Ouro Preto e Viçosa também fizeram parte da programação do Minas Pocket em shows itinerantes de Marcelo Veronez e Graveola e o Lixo Polifônico.

Crédito da imagem em destaque: Selma Weissmann

Serviço:
Rafael Martini e Loló Weissmann
Data:
12/12 (quarta-feira)
Horário: 20h
Local: Sala Juvenal Dias – Palácio das Artes
Endereço: Av. Afonso Pena, 1.537 – Centro
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada)
Informações: (31) 3236-7400 | fcs.mg.gov.br