Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro: Confira a programação completa

Site Feira Cultural preparou um guia para você ficar por dentro de todos os detalhes da mostra que começa nesta segunda-feira no Cine Humberto Mauro
Por Antônio Pedro de Souza

Começa hoje no Cine Humberto Mauro (Avenida Afonso Pena, 1537, Centro – Belo Horizonte) a exibição dos filmes finalistas ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Ao todo, 36 longas nacionais, 20 curtas nacionais e 5 longas estrangeiros, disputarão 25 categorias e receberão o voto do público, que pode conferir os finalistas das categorias Melhor Longa-Metragem Ficção, Melhor Longa-Metragem Documentário e Melhor Longa-Metragem Estrangeiro.  A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados meia hora antes de cada sessão.

As produções serão exibidas, além de Belo Horizonte, nas cidades do Rio de Janeiro (RJ), Niterói (RJ), Florianópolis (SC), Salvador (BA), João Pessoa (PB), Souza (PB), Pelotas (RS), Nova Hamburgo (RS), Belém (PA) e São Paulo (SP até dia 19 de setembro).

Realizada em 18 de setembro, na Cidade das Artes (RJ), a Cerimônia de Premiação terá direção de Ivan Sugahara, exibição ao vivo pelo Canal Brasil e homenagem aos 75 anos de carreira da atriz Fernanda Montenegro. A realização é da Academia Brasileira de Cinema e Kuarup Audiovisual. O patrocínio master é da TV Globo, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A premiação também é patrocinada pelo Canal Brasil (também pela Lei de Incentivo à Cultura) e BRDE/FSA-Ancine.

Para participar da votação. Clique aqui.

Clique aqui para conferir a lista com todos os finalistas de todas as 25 categorias.

Confira, abaixo, a programação completa do Cine Humberto Mauro com respectivas sinopses e classificações indicativas:

HOJE, 03/09/2018:

17:00 – A Glória e a Graça (Brasil, 2017 – Flávio Ramos – 94’, 14 anos)

Concorre nas categorias: Melhor Longa-Metragem Ficção, Melhor Atriz (Carolina Ferraz como Glória), Melhor Atriz Coadjuvante (Sandra Corveloni como Graça), Melhor Diretor de Fotografia (Gustavo Hadba), Melhor Roteiro Original (Mikael de Albuquerque e Lusa Silvestre), Melhor Maquiagem (Marcos Freire), Melhor Montagem Ficção (Sérgio Mekler) e Melhor Trilha Sonora Original (Pedro Tambellini).

O filme conta a história de Glória (Carolina Ferraz), travesti bem sucedida e feliz com suas conquistas mas que vive distante de Graça (Sandra Corveloni), sua irmã. Quando Graça descobre uma doença terminal, as duas vão tentar aproximar as famílias para reestabelecer as relações entre os primos.

19:00 – Bingo – O Rei das Manhãs (Brasil, 2017 – Daniel Rezende – 1113’, 16 anos)

Concorre nas categorias: Melhor Longa-Metragem Ficção, Melhor Direção (Daniel Rezende), Melhor Atriz (Leandra Leal como Lúcia), Melhor Ator (Vladimir Brichta como Augusto Mendes), Melhor Atriz Coadjuvante (Ana Lucia Torre como Marta Mendes), Melhor Ator Coadjuvante (Augusto Madeira como Vasconcelos), Melhor Diretor de Fotografia (Lula Carvalho/ASC/ABC), Melhor Roteiro Original (Luiz Bolognesi), Melhor Direção de Arte (Cássio Amarante), Melhor Figurino (Verônica Julian), Melhor Maquiagem (Anna Van Stein), Melhor Efeito Visual (Guilherme Ramalho, Luis Carone e Daniel Dias), Melhor Montagem Ficção (Márcio Hashimoto), Melhor Som (Jorge Rezende, Alessandro Laroca, Eduardo Virmond Lima, Renan Deodato e Armando Torres Jr; ABC) e Melhor Trilha Sonora Original (Beto Villares).

Cinebiografia de Arlindo Barreto, um dos intérpretes do palhaço Bozo no programa matinal homônimo exibido pelo SBT durante a década de 1980. Barreto alcançou a fama graças ao personagem, apesar de jamais ser reconhecido pelas pessoas por sempre estar fantasiado. Esta frustração o levou a se envolver com drogas, chegando a utilizar cocaína e crack nos bastidores do programa.

21:15 – Como Nossos Pais (Brasil, 2017 – Laís Bodanzky – 102’, 14 anos)

Concorre nas categorias: Melhor Longa-Metragem Ficção, Melhor Direção (Laís Bodanzky), Melhor Atriz (Maria Ribeiro como Rosa), Melhor Atriz Coadjuvante (Clarice Abujamra como Clarice), Melhor Ator Coadjuvante (Felipe Rocha como Pedro e Jorge Mautner como Homero), Melhor Roteiro Original (Laís Bodanzky e Luiz Bolognesi), Melhor Figurino (Cássio Brasil), Melhor Montagem Ficção (Rodrigo Menecucci) e Melhor Trilha Sonora Original (Antonio Pinto).

Rosa (Maria Ribeiro), 38 anos, é uma mulher que se encontra em uma fase peculiar de sua vida, marcada por conflitos pessoais e geracionais: ao mesmo tempo em que precisa desenvolver sua habilidade como mãe de suas filhas, manter seus sonhos, seus objetivos profissionais e enfrentar as dificuldades do casamento, Rosa também continua sendo filha de sua mãe, Clarice (Clarisse Abujamra), com quem possui uma relação cheia de conflitos.

***

AMANHÃ, 04/09/2018:

17:00 – Era o Hotel Cambridge (EUA, 2016 – Eliane Caffé – 99’, 12 anos)

Concorre nas categorias: Melhor Longa-Metragem Ficção, Melhor Direção (Eliane Caffé), Melhor Roteiro Original (Eliane Caffé, Inês Figueiredo e Luís Alberto Abreu), Melhor Direção de Arte (Carla Caffé) e Melhor Montagem Ficção (Márcio Hashimoto).

Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que lidar com seus dramas pessoais e aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas.

19:00 – Gabriel e a Montanha (Brasil, 2017 – Fellipe Barbosa – 131’, 14 anos)

Concorre nas categorias: Melhor Longa-Metragem de Ficção, Melhor Direção (Fellipe Barbosa), Melhor Atriz (Caroline Abras como Cris) e Melhor Ator (João Pedro Zappa como Gabriel).

Gabriel Buchmann (João Pedro Zappa) tinha um grande sonho: conhecer a África. Entretanto, mais do que visitar seus pontos turísticos ele desejava conhecer como era o estilo de vida do africano, sem se passar por turista. Desta forma, decide encerrar sua viagem ao mundo justamente no continente, onde se envolve com vários habitantes locais e recebe a visita da namorada, Cristina (Caroline Abras), que mora no Brasil. Prestes a retornar, seu grande objetivo se torna alcançar o topo do monte Mulanje, localizado no Malawi.

21:30 – Cora Coralina – Todas as Vidas (Brasil, 2017 – Renato Barbieri – 86’, Livre)

Concorre na categoria: Melhor Longa-Metragem Documentário.

Cruzando a fronteira entre a realidade e a ficção, esta é a história da escritora e poetisa brasileira Cora Coralina, uma mulher que trabalhou como doceira durante quase toda sua vida, apenas publicando seu primeiro livro aos 75 anos de idade. No entanto, nem mesmo todos os anos de espera a impediram de se tornar uma das autoras brasileiras mais importantes de sua geração.

QUARTA-FEIRA, 05/09/2018:

17:00 – No Intenso Agora (Brasil, 2017 – João Moreira Salles – 127’, 12 anos)

Concorre nas categorias: Melhor Longa-Metragem Documentário e Melhor Montagem Documentário (Eduardo Escorel e Laís Lifschitz).

Documentário político que justapõe, através de imagens de arquivo, uma série de acontecimentos diferentes da década de 1960, como: a revolta estudantil em Paris, a Primavera de Praga em meio a dominação da União Soviética e a China de 1966 sob o regime de Mao, experienciado pela mãe do diretor na época.

19:15 – Divinas Divas (Brasil, 2017 – Leandra Leal – 110’, 14 anos)

Concorre nas categorias: Melhor Longa-Metragem Documentário, Melhor Roteiro Original (Carol Benjamin, Leandra Leal, Lucas Paraizo e Natara Ney), Melhor Montagem Documentário (Natara Ney) e Melhor Som (Felippe Schultz Mussel, Vinícius Leal e Jesse Marmo).

Rogéria, Valéria, Jane Di Castro, Camille K, Fujika de Holliday, Eloína dos Leopardos, Marquesa e Brigitte de Búzios formaram, na década de 1970, o grupo que testemunhou o auge de uma Cinelândia repleta de cinemas e teatros. O documentário acompanha o reencontro das artistas para a a montagem de um espetáculo, trazendo para a cena as histórias e memórias de uma geração que revolucionou o comportamento sexual e desafiou a moral de uma época.

21:15 – Pitanga (Brasil, 2017 – Beto Brant, Camila Pitanga – 90’, 12 anos)

Concorre nas categorias: Melhor Longa-Metragem Documentário, Melhor Montagem Documentário (Juliana Munhoz) e Melhor Trilha Sonora (Rica Amabis e Beth Beli).

A vida, a obra, a trajetória e a carreira de Antônio Pitanga, um dos maiores atores do cinema nacional de todos os tempos, protagonista de momentos marcantes da cinematografia brasileira e protagonista de filmes importantes dirigidos por nomes como Glauber Rocha, Cacá Diegues e Walter Lima Jr.

QUINTA-FEIRA, 06/09/2018:

16:00 – Um Filme de Cinema (Brasil, 2017 – Walter Carvalho – 108’, 14 anos)

Concorre nas categorias: Melhor Longa-Metragem Documentário e Melhor Trilha Sonora (Guilherme Vaz e Marco Antonio Guimarães).

Um cinema abandonado e em ruínas no interior da Paraíba é o cenário inicial de um filme sobre o cinema, que viaja nos depoimentos do romancista e dramaturgo Ariano Suassuna e de inúmeros cineastas, como Bela Tarr, Júlio Bressane, Ruy Guerra, Jia Zhang-ke e Karim Aïnouz. Eles discutem questões sobre a linguagem cinematográfica: como atingir a verdade? O cinema deveria ser realista ou privilegiar o falso? Qual é o papel da objetividade na hora de filmar? Como explorar o som? Qual é a diferença de usar planos longos em relação aos curtos?

18:00 – Blade Runner 2049 (EUA, 2017 – Denis Villeneuve – 163’, 14 anos)

Concorre na categoria: Melhor Longa-Metragem Estrangeiro

California, 2049. Após os problemas enfrentados com os Nexus 8, uma nova espécie de replicantes é desenvolvida, de forma que seja mais obediente aos humanos. Um deles é K (Ryan Gosling), um blade runner que caça replicantes foragidos para a polícia de Los Angeles. Após encontrar Sapper Morton (Dave Bautista), K descobre um fascinante segredo: a replicante Rachel (Sean Young) teve um filho, mantido em sigilo até então. A possibilidade de que replicantes se reproduzam pode desencadear uma guerra deles com os humanos, o que faz com que a tenente Joshi (Robin Wright), chefe de K, o envie para encontrar e eliminar a criança.

21:00 – Dunkirk (EUA, 2017 – Christopher Nolan – 106’, 14 anos)

Concorre na categoria: Melhor Longa-Metragem Estrangeiro

Na Operação Dínamo, mais conhecida como a Evacuação de Dunquerque, soldados aliados da Bélgica, do Império Britânico e da França são rodeados pelo exército alemão e devem ser resgatados durante uma feroz batalha no início da Segunda Guerra Mundial. A história acompanha três momentos distintos: uma hora de confronto no céu, onde o piloto Farrier (Tom Hardy) precisa destruir um avião inimigo, um dia inteiro em alto mar, onde o civil britânico Dawson (Mark Rylance) leva seu barco de passeio para ajudar a resgatar o exército de seu país, e uma semana na praia, onde o jovem soldado Tommy (Fionn Whitehead) busca escapar a qualquer preço.

SEXTA-FEIRA, 07/09/2018:

15:00 – Eu, Daniel Blake (Inglaterra, França, Bélgica, 2016 – Ken Loach – 100’, 12 anos)

Concorre na categoria: Melhor Longa-Metragem Estrangeiro

Após sofrer um ataque cardíaco e ser desaconselhado pelos médicos a retornar ao trabalho, Daniel Blake (Dave Johns) busca receber os benefícios concedidos pelo governo a todos que estão nesta situação. Entretanto, ele esbarra na extrema burocracia instalada pelo governo, amplificada pelo fato dele ser um analfabeto digital. Numa de suas várias idas a departamentos governamentais, ele conhece Katie (Hayley Squires), a mãe solteira de duas crianças, que se mudou recentemente para a cidade e também não possui condições financeiras para se manter. Após defendê-la, Daniel se aproxima de Katie e passa a ajudá-la.

17:00 – Uma Mulher Fantástica (EUA, 2017 – Sebastián Lelio – 104’, 14 anos)

Concorre na categoria: Melhor Longa-Metragem Estrangeiro

Marina (Daniela Vega) é uma garçonete transexual que passa boa parte dos seus dias buscando seu sustento. Seu verdadeiro sonho é ser uma cantora de sucesso e, para isso, canta durante a noite em diversos clubes de sua cidade. O problema é que, após a inesperada morte de Orlando (Francisco Reyes), seu namorado e maior companheiro, sua vida dá uma guinada total.

19:00 – La La Land – Cantando Estações (EUA, 2016 – Damien Chazelle – 127’, Livre)

Concorre na categoria: Melhor Longa-Metragem Estrangeiro

Ao chegar em Los Angeles o pianista de jazz Sebastian (Ryan Gosling) conhece a atriz iniciante Mia (Emma Stone) e os dois se apaixonam perdidamente. Em busca de oportunidades para suas carreiras na competitiva cidade, os jovens tentam fazer o relacionamento amoroso dar certo enquanto perseguem fama e sucesso.

21:15 – A Glória e a Graça

SÁBADO, 08/09/2018:

16:00 – Sessão: Cineclube Rocinante/Realismo Poético Francês – Filme: Camaradas (França, 1936 – Julien Duvivier – 103’, 14 anos) – O filme não integra a programação do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Sinopse não divulgada pela produção. Haverá debate após a sessão.

18:45 – Como Nossos Pais

20:45 – Era o Hotel Cambridge

DOMINGO, 09/09/2018:

16:00 – Bingo – O Rei das Manhãs

18:15 – Cora Coralina – Todas as Vidas

20:00 – Gabriel e a Montanha

SEGUNDA-FEIRA, 10/09/2018:

17:00 – Pitanga

19:00 – No Intenso Agora

21:15 – Um Filme de Cinema

TERÇA-FEIRA, 11/09/2018:

16:00 – Divinas Divas

18:00 – Dunkirk

20:00 – Blade Runner

QUARTA-FEIRA, 12/09/2018:

17:00 – La La Land – Cantando Estações

19:15 – Uma Mulher Fantástica

21:15 – Eu, Daniel Blake

___
Fotos: Divulgação Academia Brasileira de Cinema