Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Chico César entre o erudito e o popular

Em apresentação inédita da série Sinfônica Pop, Chico César interpreta novas canções e relembra sucessos marcantes da carreira ao lado da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais
Por Redação Feira Cultural

Indicado ao Prêmio da Música Brasileira em 2016 pelo álbum Estado de Poesia, Chico César é o convidado da Fundação Clóvis Salgado para a próxima edição da série Sinfônica Pop. Pela primeira vez em sua carreira, o artista paraibano se apresenta ao lado da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. Em duas oportunidades, o público conhecerá o repertório de Estado de Poesia Sinfônico, além de canções autorais e obras consagradas da MPB.

Serão duas apresentações no Grande Teatro do Palácio das Artes: no sábado, 11 de novembro, às 20h30, e no domingo, 12 de novembro, às 19h. Os ingressos já estão à venda e custam R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia-entrada).

Os arranjos, especialmente criados para a ocasião, são assinados pelos músicos Marcelo Ramos e Fred Natalino, e contemplam diferentes naipes da OSMG, como as cordas e os metais. O repertório traz composições marcantes de Chico César, como À Primeira Vista, Estado de Poesia, Pensar em Você e Mama África, canção que projetou nacionalmente a carreira do artista. A regência é de Sérgio Gomes, maestro assistente e trompista da Sinfônica de Minas Gerais.

Orquestra Sinfônica de Minas Gerais vai executar arranjos criados de Marcelo Ramos e Fred Natalino, criados especialmente para as apresentações © Paulo Lacerda /FCS

O cantor interpreta, também, clássicos da música brasileira, como Espumas ao Vento, composta por Accioly Neto e Prá Não Dizer Que Não Falei das Flores, de Geraldo Vandré. Além dessas músicas, o público poderá conferir sucessos de artistas como Luiz Gonzaga, Humberto Teixeira, Paul Anka, Zeca Baleiro, entre outros grandes parceiros do artista.

Para esse concerto, Chico César optou pelo repertório de seu álbum Estado de Poesia, que conta com canções autorais e alguns medleys. “A beleza do trabalho em conjunto com a orquestra é o novo colorido e a nova riqueza atribuída às canções. Isso exige uma forte disciplina por parte de todos os envolvidos para que o diálogo soe com fluidez e escuta”, conta Chico César. “Todas as canções foram preparadas de forma muito especial para as duas noites de apresentação em Belo Horizonte, que serão mágicas”, promete.

Maestro Sérgio Gomes comanda as duas apresentações © Paulo Lacerda /FCS

Pela primeira ao lado da Orquestra, o cantor e compositor se diz muito feliz com esse encontro entre a música erudita e a MPB. “Agradeço imensamente à Fundação Clóvis Salgado por este convite, estou muito expectante e muito feliz. A OSMG é muito respeitada em todo Brasil, e é uma honra poder me apresentar ao lado deste conjunto tão diverso de profissionais. Muitas vezes, as pessoas estratificam a relação entre a música popular e erudita, sendo que uma bebe constantemente da outra”, ressalta o artista, que já se apresentou com inúmeras orquestras brasileiras e com a holandesa Metropole Orchestra.

As apresentações, que têm regência do maestro assistente da OSMG, Sérgio Gomes, aliam o talento de Chico César à versatilidade da Orquestra. Segundo o maestro, cada artista convidado tem seu público próprio que, em sua maioria, nunca assistiu a um concerto de música erudita. “Com a oportunidade oferecida por meio do Sinfônica Pop, o público ouve suas canções preferidas com novos arranjos, desfrutando de uma sonoridade nova, rica e variada”, conta Gomes.

Segundo o maestro, que regeu os concertos da orquestra com os artistas Elba Ramalho (2016) e Luiz Melodia (2015), a Sinfônica Pop é uma oportunidade incrível tanto para a OSMG quanto para o artista. “Os convidados sentem o privilégio de se apresentarem acompanhados de uma Orquestra, um grupo de músicos capacitados que vivem de arte. Os músicos, por outro lado, têm a oportunidade de desenvolver ainda mais habilidades ao executarem arranjos inéditos. Tudo concorre para uma experiência incrível”, destaca Gomes. “Minha expectativa é que façamos um belo espetáculo. Com bastante carinho, musicalidade, profissionalismo e arte, para que o público saia feliz e com vontade de quero mais”, finaliza.

Serviço:
Sinfônica Pop com Chico César – Estado de Poesia Sinfônico

Data: 11 de novembro (sábado), às 20h30; e 12 de novembro (domingo), às 19h
Local: Grande Teatro do Palácio das Artes
Endereço: Av. Afonso Pena, 1537 – Centro
Ingressos: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia-entrada)
Informações: (31) 3236-7400 | fcs.mg.gov.br