Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

José Alberto Nemer guia visitantes nesta quinta-feira

Exposição do artista está em cartaz na galeria do Minas Tênis Clube
Por Redação Feira Cultural

O artista plástico José Alberto Nemer, doutor em Artes Plásticas pela Universidade de Paris VIII/França, guiará e conduzirá o olhar dos visitantes na observação de suas 50 aquarelas, com dimensões que vão de 7x10cm até 1,5x4m, expostas na Galeria de Arte do Centro Cultural Minas Tênis Clube na exposição “Nemer | Aquarelas recentes – Geometria Residual” .  A visita guiada acontece no dia 9 de agosto, às 15h. O artista contará como produziu as obras e apontará suas peculiaridades. A visita conta com a participação do grupo de 15 integrantes da Associação Amigas da Cultura. As inscrições podem ser feitas aquiA curadoria da exposição é de Agnaldo Farias, crítico e professor de arte. A mostra fica aberta para exposição até o dia 2 de setembro, de terça a sábado, 10h às 20h, domingos e feriados, das 11h às 19h.

As aquarelas surgiram de forma diferente na vida do artista. “Foi por meio de um processo psicanalítico. Perguntei para a analista se podia fazer um relatório usando aquarelas”, conta Nemer. A partir daí veio a primeira série, intitulada “Ilusões Cotidianas”, exposta, nos anos 1980, em São Paulo e na Bienal de Cuba. O artista se afeiçoou à técnica e não parou mais. Segundo Nemer, a forma da aquarela mostra sua personalidade. “A técnica se adequou à minha introspecção e silêncio. A minha linguagem passou a ser 100% a aquarela”, afirma.

As obras de Nemer têm características únicas que são as dimensões e o uso do preto. “Comecei pela transgressão. Minhas aquarelas possuem uma variada escala de cores que inclui o preto, que não é usual na técnica, e são em grandes dimensões, também uma característica incomum”, explica. De acordo com o artista, as obras acalmam o espectador. “As pessoas entram nas minhas exposições e tendem a falar baixo. São obras em surdina, parecem música de câmara que acolhe e acalma”, observa Nemer, que tem boas expectativas quanto à exposição na Galeria do CCMTC. “O espaço é bom e versátil e pode abrigar diferentes linguagens. Vamos preparar um ambiente adequado para estimular um contato prazeroso e amoroso com as aquarelas”, afirma.

Serviço

Local: Galeria de Arte do Centro Cultural Minas Tênis Clube
Data: 9 de agosto, terça-feira.
Horário: 15h.
Inscrições: clique aqui
Classificação: livre

___
Foto: Orlando Bento