Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

AM Galeria de Arte recebe a exposição INQUIET(AÇÃO) do artista carioca Antonio Bokel

Com a individual, artista apresenta novas obras e revisita antigos trabalhos; Mostra tem entrada gratuita e pode ser visitada de 4 de agosto a 23 de setembro
Por Redação Feira Cultural

A AM Galeria recebe, a partir de sábado (4) a individual INQUIET(AÇÃO), do artista carioca Antonio Bokel, com projeto da historiadora e curadora de arte Vanda Klabin. Para a exposição, Antonio preparou cerca de 40 trabalhos, alguns inéditos, entre pinturas, esculturas e uma grande instalação com inspiração nas temáticas de morte e renascimento. Com entrada gratuita, a mostra pode ser visitada até 23 de setembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 10h às 13h30.

Nesta exposição, além de novas obras, Bokel revê trabalhos antigos e coloca em circulação ideias inéditas. Há um olhar sobre o olhar da pintura, que cria uma interlocução com outras linguagens, como a literatura. A temática dos ciclos da vida norteia a mostra: morte e renascimento são abordagens constantes. Elementos geométricos também são recorrentes e a repintura de telas deixa clara a intenção de revisitar caminhos percorridos, acessando memórias, sem deixar de lado a poética urbana que atravessa toda a obra do artista.

A sua estratégia de leitura da figuração se manifesta por meio de aspectos provenientes da linguagem da arte pop, de uma visível influência de Andy Warhol, Jean Michel Basquiat e Keith Haring; no uso de elementos da cultura popular, como as ilustrações de revistas, jornais e suas expressivas composições. Sua pintura gestual, instintiva, espontânea, encontra suas raízes na sua admiração por certos artistas que pontuaram a vanguarda da contemporaneidade e passa a observar o vocabulário ligado à tradição construtiva. Entre as suas afinidades eletivas estão Amílcar de Castro e Mira Schendel.

Nas palavras da curadora Vanda Klabin, “Antonio Bokel revela um constante cruzamento entre a arte e o tecido da vida urbana, como partes constitutivas do seu universo simbólico. Recorre a essa experiência da cidade como sequências existenciais – ali constrói o seu espaço referencial, ali parece inventar um território, ali pretende constituir uma extensão estética e espacial em uma dimensão mais ampla. Nessa zona de interseção, está presente uma capacidade de improvisação poética a partir da assimilação dos mais variados materiais e suportes, tais como objetos enigmáticos, utensílios urbanos, inserção de letras, jogos de palavras ou fragmentos literários, que transitam nas pinturas murais, nas superfícies das telas, nas fotografias, nas esculturas ou nas instalações espaciais. Mas é na sua pintura que encontramos os acordes do seu campo de ação, indicativos de uma força integradora de suas inquietudes estéticas, ao equilibrar cores, formas e volumes em um mosaico de pinceladas rítmicas que trazem à tona as assimetrias do mundo.”

Estória entre linhas © Antonio Bokel / Divulgação AM Galeria

Antonio Bokel vive e trabalha no Rio de Janeiro, RJ.Formou-se em design gráfico pela Universidade, em 2004. Realizou a sua primeira exposição individual em 2003, na Ken’s Art Gallery, em Florença, Itália, onde residiu e fez cursos de fotografia e história da arte. No Rio de Janeiro, teve aulas de modelo vivo com Bandeira de Mello e fez cursos de pintura com João Magalhães, e de arte, com Luiz Ernesto, ambas na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Ao longo das duas últimas décadas, tem apresentado seu trabalho no Brasil e no exterior, em galerias e em intervenções urbanas, fazendo a ponte entre a arte de rua e a arte contemporânea. Seu trabalho já foi publicado nas revistas brasileiras Zupi, Vizoo e Santa, e na espanhola Rojo. Ele também se encontra nas maiores coleções brasileiras, como as de Gilberto Chateubriand e da BGA Investimentos, além de ter alguns trabalhos no acervo do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM-Rio).

Em 2008 participou da exposição de “Verão”, na galeria Silvia Cintra + Box 4, no Rio de Janeiro, neste mesmo ano e no e anos seguinte participou da SP-Arte, em São Paulo, representado pela mesma galeria, atingindo grande sucesso de vendas em 2009. Em 2010, realizou as exposições “Cruzes e Credos”, na Jaime Portas Vilaseca Galeria, Rio de Janeiro, e “AAAAA No Thing But Truth”, na Sid Lee Collective Gallery, em Amsterdam, Holanda. Em 2011, participou da 1ª exposição “ARTUR – Artistas Unidos em Residência”, em Lagos, Portugal. Neste mesmo ano, também realizou duas exposições individuais: “Corpus Cordex”, no Centro Cultural Solar de Botafogo, Rio de Janeiro, e “Grafitti Error”, na FB Gallery, Nova York, EUA.

Em 2012, participa da exposição “Gramática Urbana”, no Centro de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro. No mesmo ano fez sua individual “Transfiguração do Rastro”, também no Centro de Arte Hélio Oiticica. No ano seguinte participou da exposição e residência artística “Movimentos Paralelos na República Dominicana”. Em 2014 mais uma exposição individual “Na Periferia do Mundo”, com curadoria de Vanda Klabin, onde ocupou 5 salas do Centro Cultural Justiça Federal no Rio de Janeiro. Foram no total 35 obras entre pinturas, fotografias, esculturas e vídeo.

Cegueira © Antonio Bokel /Divulgação AM Galeria

Serviço:
Exposição INQUIET(AÇÃO), de Antonio Bokel
Período expositivo:
4/8 a 23/9
Horário: segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 10h às 13h30
Local: AM Galeria
Endereço: Rua do Ouro, 136 – Serra
Entrada gratuita
Informações:
(31) 3223-4209 | amgaleria.com.br