Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Crítica Missão: Impossível – Efeito Fallout

Mais explosivo, mais eletrizante; Tom Cruise encabeça o elenco deste filme irresistível
Por Antônio Pedro de Souza

A sala do cinema escurece lentamente. As vozes vão virando sussurros e somem no ar. A primeira imagem aparece na tela. Ethan Hunt (Tom Cruise) recebe uma nova missão. Após uma longa introdução – talvez a maior de toda a série, agora composta por seis filmes – temos a primeira mostra do que ainda está por vir pelos próximos 120 minutos. Tradicionalmente, a introdução é encerrada pelo tema clássico composto por Lalo Schifrin. E aí, meu amigo, segure-se na cadeira porque virão, como diz o funk nacional, muito “tiro, porrada e bomba!”

Missão: Impossível – Efeito Fallout, grande estreia cinematográfica da semana, consegue capturar o clima de paranoia do primeiro filme, de 1996 “A Guerra Fria acabou, você está num sistema obsoleto”, mesclando uma gama de traições com artefatos explosivos em sequências de tirar o fôlego.

Estão presentes no filme os melhores clichês do cinema de ação, mas feitos com tanto esmero que nós os amamos por serem clichês! O elenco está mais que afiado, com um Henry Cavill bem diferente do Super-Homem que conhecemos em 2013…

Tom Cruise vive Ethan Hunt; o ator se machucou durante as filmagens enquanto pulava de um prédio para o outro.
Todas as imagens são de divulgação da Paramount

Visualmente falando, a produção traz imagens de encher os olhos, como a cena do banheiro com Cruise e Cavill atrás de um possível informante, as várias tomadas de Paris e, claro, a sequência final em uma fronteira na Ásia.

Quem leu Fortaleza Digital do Dan Brown, facilmente assimilará uma sequência curta, mas crucial, de perseguição em uma torre de igreja. Aliás, essa mini-sequência integra outra maior e que guarda alguns dos melhores momentos do filme.

O longa possui mais reviravoltas que os anteriores, com os papéis de vilão e mocinho se alternando constantemente. A exceção, claro, é Ethan. Ele não perde o posto de bom moço em nenhum momento.  Enfim, se uma palavra pode definir o sexto filme é “traição” e se há uma lição a ser passada para agentes secretos é “nunca confie em ninguém. Ninguém mesmo.”

Se Missão: Impossível – Efeito Fallout resgata o que há de melhor na série, aponta também a humanidade do protagonista: Tom Cruise se machucou durante as filmagens, enquanto pulava entre dois prédios – a cena está presente na montagem final – e aprendeu a pilotar helicópteros para filmar a perseguição final.

Sem “barriga”, o filme faz você ficar vidrado na tela durante as mais de duas horas de projeção e, quando termina, quando as luzes começam a se acender e os créditos começam a subir, você vai notar que o seu coração está acelerado e as mãos suadas. Talvez seja a radiação proposta pelo título…

***

Nota do Crítico: 10

***

Clique aqui para assistir ao trailer do filme

***

Sinopse oficial:

Quando uma importante missão não sai como o planejado, Ethan Hunt (Tom Cruise) e o time do IMF unem forças em ação contra o tempo para acertar as contas com os erros do passado.

***

Ficha Técnica:

Produção executiva:

David Ellison

Dana Goldberg

Don Granger

 

Produção: Tom Cruise

Christopher McQuarrie

Jake Myers

J.J. Abrams

 

Baseado na série de TV criada por Bruce Geller

 

Escrito e dirigido por Christopher McQuarrie

 

Elenco:

Tom Cruise

Henry Cavill

Ving Rhames

Simon Pegg

Rebecca Ferguson

Sean Harris

Angela Bassett

Vanessa Kirby

Wes Bentley

Frederick Schmidt

Michelle Monaghan

Alec Baldwin

 

***

Confira a Galeria de Fotos: