Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Crítica: Hotel Transilvânia 3

Por Yasmine Evaristo

Chega aos cinemas esse fim de semana a terceira parte do desenho animado, da Sony Pictures, Hotel
Transilvânia 3: Férias Monstruosas. Desta vez os amigos monstros estão de férias em um
cruzeiro turístico. Mais uma vez a animação divertidíssima trata de assuntos como respeito
entre os seres diferentes e as relações familiares. A dublagem do original é feita por nomes
conhecidos do cinema, Adam Sandler como Drácula; da música, Selena Gomes como
Mavis e das séries Andy Samberg como Johnny.
O filme inicia com uma cena no passado, fim do século XIX, na qual um dos descendentes
da família Van Helsing persegue o Conde Drácula e, todas as vezes, se dá mal. Em seu
último encontro com o caçador de vampiros, Drácula já está cansado das perseguições. Ele
chega a verbalizar o quanto aquele caçador é um chato. Van Helsing, então, desaparece da
vida do morcego por mais de um século. Nesse momento a gente consegue perceber que a
história girará em torno dessa relação de perseguição entre os dois.
De volta aos tempos atuais, Conde Drácula anda um tanto quanto o solitário. Sua rotina no
hotel, apesar de repleta de atividades parece estar vazia. Falta nele, algo que dê um
“tchan”, mas como pensar em romances se o “tchan” só acontece uma vez? Com isso ele
chega a tentar arrumar um encontro por um aplicativo de celular.
Sua filha, Mavis, percebe que ele está um pouco triste e decide lhe dar de presente uma
viagem surpresa. Assim Aventura do grupo de Monstros se inicia. A surpresa com a qual a
garota o presenteia é um Cruzeiro Monstro até a perdida Cidade de Atlântida. Ao embarcar,
um tanto mal humorado por achar que aquele passeio é apenas a troca de um castelo por
um navio, Drácula se apaixona por Ericka (Kathryn Hann). O que ele não sabe é que ela
esconde um segredinho familiar.
“Hotel Transilvânia 3” além de trazer a turma de amigos que conhecemos dos filmes que o
antecedem – Múmia, Lobisomem, Pé Grande, Frankenstein e etc -, apresenta também
outros monstros conhecidos, da cultura pop cinematográfica e da cultura popular, como
Gremlins e o Chupa Cabras.
A sequência é uma ótima opção de entretenimento para ser vista nas férias, pelas família.
Atentem para a animação nos créditos finais que lembram os melhores cartoons, da Hanna
Barbera, dos anos 1960.