Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Quadrilha Fogo de Palha é a campeã do Arraial de Belo Horizonte 2018

​Pipoca Doce é a vice-campeã, seguida da São Gererê, que ficou em terceiro lugar; Apuração aconteceu na tarde desta terça-feira (3), no Coreto do Parque Municipal
Por Redação Feira Cultural

Depois de mais uma disputa acirrada Belo Horizonte conheceu, na tarde desta terça-feira (3), a grande campeã do Grupo Especial do Concurso Municipal de Quadrilhas de 2018: a Quadrilha Fogo de Palha, que vai receber 14 mil reais como premiação. A agremiação levou o 1º lugar por ter ficado menos de 4 segundos a mais no tablado que a 2ª colocada, a Quadrilha Pipoca Doce, que leva o prêmio de 12 mil reais.

Os critérios de desempate também definiram o terceiro e quarto lugares, que ficaram com a Quadrilha São Gererê e Quadrilha Fulô de Laranjeira, respectivamente. O terceiro lugar vai receber um prêmio no valor de 10 mil reais e o quarto lugar, 8 mil reais.

Com uma apresentação que homenageou os personagens mais famosos do escritor Monteiro Lobato, a Fogo de Palha apresentou o tema “Arraial no Sítio do Picapau Amarelo” e emocionou o público com suas Emílias, Narizinhos, Viscondes de Sabugosa e Pedrinhos. O grupo foi o último a se apresentar na noite de sábado (30).

“O coração fica a mil, esperando sempre a nota dez. E quando empata fica pior, porque o nervosismo aumenta. Já estávamos muito felizes por termos conseguido colocar no tablado todo o trabalho que a gente pesquisou e realizou durante um ano. O resultado é consequência disso”, afirmou emocionado Juan Borges, presidente da Fogo de Palha. “Somos conhecidos pela perfeição no alinhamento, na roda, e acho que isso é um diferencial que pode ter rendido os décimos que nos deram a vitória. Agora é comemorar”, completou Juan.

A segunda colocada, Pipoca Doce, apresentou no tablado a história do Menino da Porteira, imortalizada na canção clássica de Sérgio Reis. Já a São Gererê, que ficou com a terceira colocação, lembrou a tragédia do rompimento da barragem de Mariana. “O amor é que nem Ipê: floresce quando parece morrer” foi o tema da Fulô de Laranjeira, que ficou em quarto lugar.

Logo após o resultado, Jadison Nantes, presidente da União Junina Mineira, reuniu representantes de várias quadrilhas em uma roda. “O movimento junino é feito pela união de todos nós quadrilheiros. Ele não funciona na individualidade. O concurso acabou, a Fogo de Palha foi campeã, mas todos nós somos vencedores pois lutamos juntos”, disse Nantes, antes de puxar uma oração coletiva.