Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Todos os “eus” em Fernando Pessoa

Palestra na Academia Mineira de Letras analisa a poesia, e os heterônimos de Fernando Pessoa
Por Redação Feira Cultural

A Academia Mineira de Letras recebe, na quinta-feira (7) às 19h30, a palestra Fernando Pessoa e o(s) outro(s): (po)ética da alteridade, com a professora e poeta Luciana Pimenta, doutora em Direito pela PUC Minas. O tema foi escolhido em razão dos 130 anos de nascimento do filósofo, escritor e poeta português, comemorados em 13 de junho. A entrada é gratuita.

Luciana Pimenta diz que a proposta da palestra é, a partir do entrelaçamento dos heterônimos de Fernando Pessoa – seus muitos eus – evidenciar uma verdadeira desconstrução do “eu”, como forma de mostrar uma poesia literário-filosófica que compõe uma (po)ética da alteridade ou, seja, uma visão do humano e do mundo que só pode ser pensada sob a perspectiva da irredutibilidade das diferenças.

Professora e poeta Luciana Pimenta ministra palestra na AML © Divulgação /AML

“Pretendo mostrar como as multifacetadas formas com que os heterônimos foram criados, além de evidenciarem a angústia do poeta em torno das questões da vida, fazem parte de um processo mais amplo, que toca de maneira deslocante e deslocadora a sociedade moderna e suas estruturas vigentes, que davam aos indivíduos uma suposta ancoragem estável no mundo social”, comenta a poeta.

Considerado um dos poetas mais importantes da língua portuguesa, Fernando Pessoa nasceu em Lisboa, em 1888, e estudou na África do Sul. Devido à colonização britânica do país, ele foi alfabetizado também em inglês de forma que, entre 1902 e 1908, escreveu poemas e prosas apenas neste idioma. Em 1905, de volta a Portugal, estudou Filosofia por dois anos e, em 1912, estreou como crítico literário da revista “Águia”.

Teve uma vida discreta e solitária, mas uma personalidade plural. Para dar voz aos vários poetas dentro de si, publicou diversas obras por meio de heterônimos, como Ricardo Reis, Álvaro de Campos, Alberto Caeiro e Bernardo Soares. Por meio dessas diferentes vozes, teceu uma imbricada e complexa teia literária, que se tornou objeto da maior parte dos estudos sobre sua vida e obra.

Serviço:
Palestra Fernando Pessoa e o(s) outro(s): (po)ética da alteridade, com Luciana Pimenta
Data:
7/6 (quinta-feira)
Horário: 19h30
Local: Academia Mineira de Letras
Endereço: Rua da Bahia, 1.466 – Lourdes
Entrada gratuita
Informaçoes:
(31) 3222-5764 | academiamineiradeletras.org.br