Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Assine a nossa newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Orquestra Sinfônica e Coral Lírico de Minas Gerais interpretam composições de Tchaikovsky

Concerto terá participação da Orquestra Sinfônica da Polícia Militar, e vai reunir 183 artistas no palco, proporcionando grande exuberância musical
Por Vítor Cruz

Sob regência de Silvio Viegas, a Orquestra Sinfônica e o Coral Lírico de Minas Gerais interpretam três composições de Tchaikovsky, um dos mais expressivos compositores do Período Romântico da música sinfônica. No repertório das séries Sinfônica e Lírico ao Meio-Dia e Sinfônica e Lírico em Concerto, o público poderá conferir as obras O lago dos cisnes, os Coros da ópera Eugene Onegin e a Abertura 1812, esta última com participação da Orquestra Sinfônica da Polícia Militar de Minas Gerais. As apresentações acontecem na terça-feira (26), às 12h, com entrada gratuita; e na quarta-feira (27), às 20h30, e os ingressos custam R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia-entrada).

Peter Ilitch Tchaikovsky (1840-1893) foi um compositor romântico russo que viveu em meados do século XIX e que pelo vigor e criatividade de sua obra se transformou em um dos mais populares e reconhecidos autores da música clássica de todos os tempos. Da sua vasta produção musical, destacam-se as inúmeras peças sinfônicas compostas, as óperas e os balés, que o tornaram reconhecido mundialmente pela qualidade de suas composições. Trechos do repertório serão interpretados durante a série Sinfônica e Lírico ao Meio-Dia, na terça-feira, 26 de setembro. A versão integral das composições será executada na série Sinfônica e Lírico em Concerto, na quarta-feira, 27.

Para o maestro Silvio Viegas, dedicar um repertório a Tchaikovsky representa um momento de muita comoção, tanto para a OSMG e o CLMG quanto para o público que acompanha os concertos. “Tchaikovsky é, sem sombra de dúvidas, um dos compositores mais queridos do público. Suas obras têm uma comunicação direta com o ouvinte em função da beleza de seus temas e do brilhantismo de suas orquestrações”, destaca o regente.

Orquestra Sinfônica da PMMG é convidada das séries Sinfônica e Lírico ao Meio-Dia e Sinfônica e Lírico em Concerto © SubTen Deivison Ferreira Magalhães

O programa tem início com O Lago dos Cisnes, balé dramático em quatro atos. Encomendada em 1876, pelo Bolshoi, a composição é uma das obras mais icônicas de Tchaikovsky. Inspirada em um conto folclórico da Rússia, a obra, quando estreou, foi considerada um fracasso de público, não pela melodia, mas pela má interpretação do corpo de baile do Bolshoi. Somente após nova coreografia é que O Lago dos Cisnes se tornou um dos maiores sucessos de todos os tempos.

De acordo com Silvio Viegas, uma das obras mais icônicas de todo o repertório Romântico merece ser executada por uma orquestra tão virtuosa como a Sinfônica de Minas Gerais. “A versatilidade da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais nos permite ir longe e sempre executar as obras mais conhecidas. Então, o público pode aguardar um espetáculo emocionante, vibrante e que ficará na memória de todos pela força e beleza das obras”, destaca o maestro.

Em seguida, a Orquestra Sinfônica e o Coral Lírico interpretam os famosos Coros da ópera Eugene Onegin. Dos três coros que compõem a peça, dois são inéditos no repertório da Orquestra e do Coral. Com três atos, a obra foi inspirada no romance de mesmo nome de Alexander Pushkin.

A apresentação se encerra com a Abertura 1812, obra de forte cunho nacionalista. Com essa composição, a FCS presenteia o público com um grande momento de exuberância musical, em que os Corpos Artísticos recebem a Orquestra Sinfônica da Polícia Militar de Minas Gerais, totalizando 183 artistas no palco. Composta em 1880, a Abertura 1812 é uma celebração da grandeza do povo russo. A obra celebra a vitória da Rússia sobre a França, de Napoleão, durante as Guerras Napoleônicas. Ela é conhecida pelos temas de música russa tradicional, como o velho Hino Nacional Czarista, o coro dos sinos e o apelo final, com os instrumentos da percussão reproduzindo sons de 16 tiros de canhão.

Público poderá conferir o repertório em duas oportunidades: na terça (26) e na quarta (27) © Paulo Lacerda /FCS

Serviço:
SINFÔNICA E LÍRICO AO MEIO-DIA
Data: 26 de setembro (terça-feira)
Horário: 12h
Entrada gratuita

SINFÔNICA E LÍRICO EM CONCERTO
Data: 27 de setembro (quarta-feira)
Horário: 20h30
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$10,00 (meia)

Local: Grande Teatro do Palácio das Artes
Endereço: Av. Afonso Pena, 1537 – Centro
Informações: (31) 3236-7400 | fcs.mg.gov.br